DOMINGO
19 de Novembro de 2017 | 01:14

Jornalista sírio vítima de bombardeamento na região de Damasco

Publicado a 29/10/2017 NOTÍCIAS

Qays al-Qadi trabalhava para o canal televisivo Al-Jisr com sede em Istambul. Um operador de câmara que o acompanhava ficou ferido.


A Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) lamentou a morte de um jornalista sírio e exortou as forças em conflito a reconhecerem a importância da segurança dos jornalistas que acompanham o conflito, na sequência de um bombardeamento na região de Damasco.

Qays al-Qadi, que trabalhava para o canal televisivo Al-Jisr, com sede na cidade turca de Istambul, estava acompanhado por um operador de câmara, Omar Damashky, que ficou ferido e teve de ser transportado ao hospital mais próximo. O mesmo ataque, atribuído às forças leais ao regime de Assad, matou 10 outros civis.

"Pedimos a todos os repórteres que estejam em cenários de guerra para não se exporem a riscos desnecessários", apelou Anthony Bellanger, secretário-geral da FIJ. "Os media também devem investir no treino dos seus trabalhadores que vão para o terreno dos conflitos. Os jornalistas não devem pagar a fatura por estarem a fazer o seu trabalho e cada morte é uma enorme perda para todos nós."


Versão para Imprimir