QUINTA-FEIRA
18 de Outubro de 2018 | 15:06

Jornalista assassinado no México

Publicado a 17/01/2018 NOTÍCIAS

Carlos Domínguez foi morto na cidade de Nuevo Laredo enquanto conduzia o seu automóvel.


O jornalista Carlos Domínguez conduzia o seu carro com a filha ao lado quando foi apunhalado na cidade de Nuevo Laredo, estado de Tamaulipas, no México, segundo dados da polícia local citados pela Federação Internacional de Jornalistas (FIJ).

O Sindicato Nacional de Redactores de la Prensa (SNRP) revelou que se trata do primeiro assassínio de um jornalista com prováveis ligações à sua profissão este ano no México. O sindicato justifica a sua opinião sobre o assunto com o facto de Domínguez ser "um jornalista independente e autor de uma coluna política, espaço em que denunciou a violência registada no país em vésperas de eleições". E acrescenta: "A impunidade tem imperado durante os últimos 18 anos no nosso país. Os assassínios não estão sequer com os números certos e, na maioria dos casos, não há suspeitos."

A FIJ lembra que a cidade de Nueva Laredo "é, há décadas, um lugar-chave para o tráfico de droga entre o México e os Estados Unidos, além de surgir como campo de batalha entre os Zetas e o cartel de Sinaloa", num contexto em que os jornalistas são, inúmeras vezes, "vítimas do crime organizado e de setores do poder que lhe estão associados".

Os dados da FIJ apontam no sentido de terem sido assassinados 13 jornalistas no México durante o ano passado, assumindo-se este como "o país com mais agressões contra a comunicação social em toda a América Latina e um grau de impunidade em 98% dos casos".


Versão para Imprimir