TERÇA-FEIRA
25 de Setembro de 2018 | 19:44

Dois jornalistas assassinados na Guatemala

Publicado a 13/02/2018 NOTÍCIAS

Laurent Ángel Castillo Cifuentes e Luis Alfredo de León Miranda foram torturados antes de os matarem.


Os corpos de dois jornalistas foram encontrados no dia 1 deste mês, no município de Mazatenango, na Guatemala, com sinais de tortura e amarrados de pés e mãos.

Segundo relata a Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) citando meios locais, Laurent Ángel Castillo Cifuentes e Luis Alfredo de León Miranda foram assassinados, tendo fontes próximas de familiares do primeiro revelado que recebera telefonemas a exigir-lhe dinheiro.

Cifuentes era correspondente do jornal Nuestro Diario, em Quetzaltenango, e deslocara-se de sua casa para cobrir o Carnaval de Mazatenango. Miranda, publicista e locutor da rádio Coaltepec, acompanhava Cifuentes.

A FIJ condena o sucedido, exige "às autoridades uma investigação rápida e rigorosa que leve à Justiça os responsáveis pelo duplo assassínio" e recorda que, "em março de 2015, os jornalistas Danilo López (Prensa Libre) e Federico Salazar (Radio Nuevo Mundo) foram mortos no parque de Mazatenango", tendo o deputado Julio Antonio Juárez Ramírez "sido detido, no passado mês de janeiro, pelo seu alegado envolvimento no crime como autor moral".




Versão para Imprimir