SEGUNDA-FEIRA
10 de Dezembro de 2018 | 07:38
NUSOJNUSOJ

Jornalista da Somália assassinado por polícia

Publicado a 27/07/2018 NOTÍCIAS

Abdirisaq Qasim Iman, operador de câmara nos Somali Broadcasting Services (SBS), foi atingido com dois tiros na cabeça.


A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) condenou o assassínio de Abdirisaq Qasim Iman, operador de câmara nos Somali Broadcasting Services (SBS), por um polícia e exigiu que este seja entregue à justiça.

Iman, de 20 anos, era passageiro numa moto a caminho de casa quando receberam ordem de paragem por parte de um agente policial na Via Liberia, em Mogadíscio, capital do país. O polícia ordenou-lhes que seguissem noutra direção ao mesmo tempo que apontava uma AK-47 contra Iman e o seu equipamento de filmar. O operador reagiu, pedindo que a arma fosse apontada noutra direção e o agente, respondendo-lhe que podia rebentar-lhe a cabeça, atingiu-o com dois disparos fatais.

Anthony Bellanger, secretário-geral da FIJ, sintetizou: "Sentimo-nos horrorizados com este assassínio a sangue frio de mais um jornalista na Somália. O governo deve ordenar uma investigação rigorosa para que o criminoso seja preso e levado perante a justiça, única forma de acabar com a cultura de impunidade que tem alimentado ataques contra profissionais de comunicação social".

Versão para Imprimir