SEGUNDA-FEIRA
23 de Outubro de 2017 | 21:54

SJ apela ao boicote a declarações sem direito a perguntas

Publicado a 12/10/2017 NOTÍCIAS

4.º Congresso dos Jornalistas Portugueses aprovou proposta que defende boicote informativo a eventos que excluem hipótese de colocar questões.


O Sindicato dos Jornalistas (SJ) apela ao boicote às declarações sem direito a perguntas, considerando lamentável que um dos candidatos à liderança do principal partido da oposição tenha, a priori, rejeitado responder a questões dos jornalistas, quando os convocou para a sua declaração de candidatura.

Ao mesmo tempo, o SJ saúda o comportamento dos jornalistas da SIC, que, no local, não se coibiram de cumprir o seu papel, fazendo perguntas. Aliás, o SJ não consegue compreender como é que um candidato político se recusa, num ato público, a responder a perguntas de jornalistas.

É do entendimento do SJ que Rui Rio, candidato à liderança do PSD, recorreu à figura de "declaração sem direito a perguntas", quando, na realidade, queria que resultasse como uma conferência de imprensa.

O SJ recorda que o 4.º Congresso dos Jornalistas Portugueses aprovou uma proposta que defende um boicote jornalístico a eventos que excluem perguntas e às entidades que façam blackout aos órgãos de comunicação social.

A propósito, lembra-se o episódio do semanário Jornal de Barcelos, que decidiu deixar em branco o espaço reservado à notícia que resultaria de uma conferência de imprensa em que os jornalistas não puderam fazer perguntas.

Versão para Imprimir