SÁBADO
24 de Agosto de 2019 | 12:43
twitter@YousefMunayyertwitter@YousefMunayyer

Sindicato dos Jornalistas condena morte de repórter de imagem palestiniano

Publicado a 09/04/2018 Notícias

O Sindicato de Jornalistas lamenta e condena a morte do fotojornalista palestiniano Yasser Murtaja.


O repórter de imagem estava em serviço quando foi baleado, na sexta-feira, junto à fronteira de Gaza com Israel, apesar de usar um colete identificativo da profissão.

Yasser Murtaja estava a fazer a cobertura dos protestos da Marcha de Retorno Palestiniana que motivou uma violenta resposta israelita.

De acordo com o Sindicato dos Jornalistas Palestinianos pelo menos seis jornalistas foram atingidos por tiros de "snippers" israelitas quando faziam a cobertura destes confrontos. Todos os profissionais estavam devidamente identificados.

Yasser Murtaja, de 31 anos, foi um dos fundadores da agência de Gaza Ain Media, que trabalhou para clientes estrangeiros como a BBC e a Al-Jazira.

O Sindicato dos Jornalistas Palestinianos apelou ao Conselho de Segurança das Nações Unidas que assegure o cumprimento da Resolução 2222 aprovada em 2015.

Versão para Imprimir