Conselho Deontológico reflecte sobre jornalistas, fontes de informação e relações de parentesco

Publicado a 28/05/2015

A propósito do caso de uma fonte de informação que, durante uma conferência de imprensa, revelou existir entre si e o jornalista que lhe fazia uma pergunta uma relação de parentesco.


O Conselho Deontológico reflectiu sobre um caso em que uma fonte de informação revelou, durante uma conferência de imprensa, existir entre si e o jornalista que lhe fazia uma pergunta uma relação de parentesco.
O Conselho Deontológico considera que os jornalistas "devem abster-se de se envolverem profissionalmente com fontes de informação com quem tenham laços de parentesco, pois só assim evitarão esse conflito de interesses" e devem ainda "informar as respectivas chefias sempre que uma situação de incompatibilidade se verificar".

O texto completo da deliberação do Conselho Deontológico encontra-se em anexo.